quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Pequeno milagre cotidiano...


Sou filha, esposa e mãe. Este exercício do Amor incondicional, sem exigir nada em troca me proporciona experiências incríveis no que toca à emoção.
Creio, que nestes dias que antecedem o Natal do menino Jesus, pequenos milagres cotidianos, se acercam de nós e, no sábado, vivi duas experiências , dois encontros memoráveis. Cada um com sua carga de emoção!
Recebi, cerca de um mês, uma carta convidando para a comemoração de aniversário das crianças de um Lar, que abriga crianças, em nossa cidade.
No primeiro olhar nos identificamos, eu sabia que era ela, só podia ser! Olhar tímido, "janelinha" na arcada superior...tinha todos os ingredientes para uma bela história e a entrega foi total. Abraços, beijos, tímidos não vou negar...preparei-lhe o lanche, sentei ao seu lado e fui facilitadora quanto ao uso de copo, guaraná derramado no vestido..."tia, o guaraná está muito gelado!", providenciei outro copo numa temperatua mais amena, como o momento pedia.
Na hora dos presentes, continuei na minha tarefa de tia-mãe-madrinha, abrindo os presentes, numa felicidade até então desconhecida. Hoje, tenho mais um coração batendo fora do meu peito. Ela se chama Vanessa, fez 6 anos e me mostrou, com a ternura dos pequeninos o pequeno milagre escondido no ato de doar-me!


Sobre o segundo encontro, ainda não me sinto com palavras para descrever. É tudo muito novo para mim.
Tenho lido e meditado, nos últimos tempos, sobre o diálogo entre o Pequeno Príncipe e a raposa...cativar... o que seria cativar?
Cativar seria criar laços, olhar com o coração e ser eternamente responsável pelo que cativamos!

Tenho me empenhado!
Beijos, fui...
Cláudia André


2 comentários:

Tays Briski disse...

Eu já deixei recado no outro blog, mas reforço aqui minha admiração por vc, por ser tão sensível. Esses são alguns daqueles agradáveis presentes que Deus reserva à nossas vidas. E como diria o diálogo, tu te transformas eternamente responsável por aquilo que cativas, então pode se considerar responsável por mim também. Beijocas.

Cadernos de Viagem disse...

Sim querida, serei responsável por você, pelo Leo da titia Clau e por quem mais vier.
A nossa amizade é inexplicável.
Amo vocês tudo!!!
bjs